Portal do IPCO
Plinio Corrêa de Oliveira
IPCO em Ação

Bento XV e Bento XVI condenaram o comunismo


Estamos publicando uma série de artigos sobre os documentos pontifícios condenando o socialismo e o comunismo. O Papa Pio XII condenou qualquer forma de colaboração com a seita vermelha.

Desde o Papa Pio IX, passando por Leão XIII, Pio XI, Pio XII os Romanos Pontífices não cessaram de alertar o rebanho contra os embustes, ciladas e perversidade do comunismo. Hoje, acrescentamos documentos dos Papas Bento XV e Bento XVI.

Veja os artigos publicados em nosso Site, são da maior relevância para a formação dos católlicos e seu dever de combater a seita ateia, materialista e anticristã de Marx e Engels. https://ipco.org.br/o-papa-pio-xii-condenou-a-colaboracao-com-o-comunismo/

Bento XV e Bento XVI

Nefasta doutrina que subverte a sociedade humana

Em 1846, dois anos antes do malfadado Manifesto comunista de Marx, apontando erros de sua época, a rejeição da “própria luz da razão natural”, a “vergonhosa conspiração contra o sagrado celibato dos clérigos”, a perversão no ensino de falsas filosofias, “com a qual se corrompe o jovem incauto”, ensina o Papa Pio IX:

“Neste ponto, a nefasta doutrina do comunismo, como se costuma dizer, mais avessa à própria lei natural; uma vez admitida, os direitos de todos, das coisas, das propriedades, até mesmo da própria sociedade humana, seriam perturbados de baixo para cima.” https://ipco.org.br/os-papas-condenaram-o-socialismo-e-o-comunismo-i/

Papa Bento XV

“Por isso, preocupados sobretudo com o desenrolar destes acontecimentos, não deixamos, quando surgiu a oportunidade, de lembrar aos filhos da Igreja o seu dever, como fizemos recentemente com a carta dirigida ao Bispo de Bérgamo e a os Bispos da região do Vêneto. E agora pela mesma razão, ou seja, para lembrar aos homens do nosso lado, quantos são e em toda parte, que ganham o pão com o trabalho, para mantê-los imunes ao contágio do socialismo, o ferrenho inimigo dos princípios cristãos, com grande solicitude oferecemos-lhes de modo particular São José, para que o sigam como seu guia especial e o honrem como padroeiro celeste.” https://www.vatican.va/content/benedict-xv/it/motu_proprio/documents/hf_ben-xv_motu-proprio_19200725_bonum-sane.html

Papa Bento XVI

Aos bispos da Hungria:

“Infelizmente, o longo período do regime comunista marcou de uma maneira acentuada a população húngara, de tal forma que ainda agora se notam as suas consequências: de modo particular, releva-se em muitos uma certa dificuldade de confiar nos outros, típica de quem viveu por muito tempo num clima de suspeita. (1)

“Mas os problemas pessoais e familiares não constituem um obstáculo no caminho da santidade e da felicidade. Nem o foram para o jovem Karol Wojtyła, que desde a infância sofreu a perda da mãe, do irmão e do pai. Como estudante, experimentou as atrocidades do nazismo, que o privou de tantos amigos. Após a guerra, como sacerdote e bispo, teve de enfrentar o comunismo ateu.” (2)

Aos bispos dos países bálticos:

“Venerados Irmãos, o Senhor escolheu-vos para trabalhar na sua vinha numa sociedade que saiu há poucos anos do triste inverno da perseguição. Enquanto ainda não estão totalmente cicatrizadas as feridas que o comunismo causou às vossas populações, vai aumentando a influência de um secularismo que exalta as ilusões do consumismo e que faz do homem a medida de si próprio. (3)

Ao embaixador romeno: “A gestão da herança deixada pelo comunismo é difícil por causa da desintegração da sociedade e do indivíduo que ele favoreceu. Os valores autênticos foram, de facto, ocultados em benefício de falsas teorias idolatradas por razão de Estado.” (4)

Comentário ao filme sobre Karol Wojtyla:

“A comum e sincera condenação do nazismo, assim como do comunismo ateu, seja para todos nós um compromisso a construir a reconciliação e a paz sobre o perdão. “Perdoar recordava ainda o querido João Paulo II não significa esquecer” (…) (5)

Cardeal Stepinac, um mártir do comunismo

“O Beato Aloísio Stepinac correspondeu-lhe com o seu sacerdócio, com o episcopado, com o sacrifício da vida: um único «sim» unido ao de Cristo. O seu martírio marca o apogeu das violências perpetradas contra a Igreja durante a terrível estação da perseguição comunista. Os católicos croatas, de modo particular o clero, foram objecto de vexações e abusos sistemáticos, que visavam destruir a Igreja Católica a começar da sua Autoridade local mais alta. Aquele período, particularmente duro, caracterizou-se por uma geração de Bispos, sacerdotes e religiosos dispostos a morrer para não atraiçoar Cristo, a Igreja e o Papa. O povo viu que os sacerdotes nunca perderam a fé, a esperança, a caridade, e deste modo permaneceram sempre unidos. Esta unidade explica o que é humanamente inexplicável, ou seja, que um regime tão duro não tenha podido dobrar a Igreja.” (6)

***

Mais do que nunca se faz necessário aos católicos conhecerem a doutrina dos Romanos Pontífices condenando o socialismo e o comunismo. No Brasil, adeptos da TL, os progressistas, a esquerda católica trabalham para que o lulopetismo volte ao Poder. Quem é católico não pode colaborar com a seita vermelha.

Nossa Senhora Aparecida proteja a Terra de Santa Cruz.

(1) https://www.vatican.va/content/benedict-xvi/pt/speeches/2008/may/documents/hf_ben-xvi_spe_20080510_hungarian-bishops.html

(2) https://www.vatican.va/content/francesco/pt/messages/pont-messages/2020/documents/papa-francesco_20200518_videomessaggio-centenario-gpii.html

(3) https://www.vatican.va/content/benedict-xvi/pt/speeches/2006/june/documents/hf_ben-xvi_spe_20060623_ad-limina-baltico.html

(4) https://www.vatican.va/content/benedict-xvi/pt/speeches/2011/june/documents/hf_ben-xvi_spe_20110605_vespri-croazia.html

(5) https://www.vatican.va/content/benedict-xvi/pt/speeches/2005/may/documents/hf_ben-xvi_spe_20050519_film-wojtyla.html

(6) https://www.vatican.va/content/benedict-xvi/pt/speeches/2010/october/documents/hf_ben-xvi_spe_20101021_ambassador-romania.html

Detalhes do artigo

Autor

Marcos Machado

Marcos Machado

470 artigos

Pesquisador e compilador de escritos do Prof. Plinio. Percorreu mais de mil cidades brasileiras tomando contato direto com a população, nas Caravanas da TFP. Participou da recuperação da obra intelectual do fundador da TFP. Ex aluno da Escola de Minas de Ouro Preto.

Categorias

Tags

Comentários

Seja o primeiro a comentar!

Comentários

Seja o primeiro a comentar!

Tenha certeza de nunca perder um conteúdo importante!

Artigos relacionados