Portal do IPCO
Plinio Corrêa de Oliveira
IPCO em Ação

Leve Esperança ao Sul: Ajude a Distribuir 50.000 Medalhas Milagrosas

07/07 – São Vilibaldo, Bispo E Confessor

Em Eichstaett, na Germânia, São Vilibaldo, primeiro bispo da cidade, filho de São Ricardo, rei dos Anglos, irmão de Santa Valburga, virgem. Trabalhou com São Bonifácio na pregação do Evangelho, e converteu muitos povos a Cristo.


07/07 – São Vilibaldo, Bispo E Confessor

Este santo também conhecido pelo nome de Guilhebaldo, era filho de São Ricardo I, rei dos Saxões ocidentais, que pertencia à casa real dos Kents. Sua mãe chamava-se Winna e, segundo se diz, era irmã de São Bonifácio. Vilibaldo nasceu no ano de 701 na cidade de Wessel, na Inglaterra. Eram seus irmãos Vunibaldo e Valburga, também elevados à honra dos altares.

 Aos três anos o menino foi atingido por grave moléstia, tão perigosa que os médicos desesperavam de salvá-lo; os pais o levaram para junto de uma cruz que se levantava na praça pública, e prometeram consagrá-lo a Deus caso fosse curado, o que ocorreu.

Desse modo, quando o menino tinha seis anos, colocaram-no sob a direção do abade Eghald, na abadia de Waldheim, onde o menino foi sempre estimadíssimo pelos monges. Lá ele ficou até completar seus estudos. Como ainda não tinha emitido os votos religiosos, acompanhou então o pai e o irmão Vunibaldo numa peregrinação à Roma, visando depois chegarem à Terra Santa.

Entretanto, em Luca o rei Ricardo adoeceu, e pouco depois faleceu. Os dois irmãos, depois de cumprirem os últimos deveres de religião para com o pai, chegaram finalmente a Roma. Como Vunibaldo não quis mais deixar a Cidade Eterna, Vilibaldo, acompanhado por alguns senhores ingleses, dirigiu-se enfim para a Palestina.

Mas essa viagem foi cheia de imprevistos. Saindo de Chipre, em Emessa, os viajantes ingleses foram julgados espiões, e presos pelos mouros. Um espanhol que tinha boas relações com o emir conseguiu libertá-los.

Na Terra Santa visitaram todos os locais santificados pela presença de Nosso Senhor Jesus Cristo, lá ficando sete anos. Na Palestina, apesar de dominada pelos árabes, havia liberdade para a visitação dos lugares santos. Entretanto, várias vezes o santo esteve prestes a ser preso, mas os árabes se curvavam ante o seu espírito pacífico e afável, e o deixavam livre. Ele empregava o tempo livre depois de suas devoções, para assistir aos cristãos que estavam sob o jugo dos conquistadores, e fortalecê-los na fé.

Finalmente Vilibaldo e seus acompanhantes voltaram para a Itália, passando antes por Constantinopla, onde permaneceram dois anos.

Foi então que Vilibaldo, lembrando-se da promessa dos pais, retirou-se para Monte Cassino, que acabava de ser reconstruído pelo papa Gregório II. Ocupou primeiro o cargo de porteiro, que São Bento recomendava que se desse a um “prudente ancião”, chegando até ao de abade. Seu principal fim nesse posto  no famoso mosteiro, foi o de restabelecer as regras monásticas de acordo com o “Livro do Fundador”, que tinha sido esmeradamente guardado em Roma como relíquia de São Bento.

O santo assim organizou e formou uma nova geração de monges dentro da verdadeira tradição beneditina e do estilo de vida espiritual instituído pelo Fundador.

Dez anos depois, Vilibaldo precisou ir à Roma acompanhando um sacerdote espanhol. Lá encontrou seu tio Bonifácio, que pediu ao Sumo Pontífice licença para levá-lo consigo para a missão na Alemanha. O Papa o dispensou então de voltar a Monte Cassino, incorporando-o à missão apostólica de São Bonifácio.

Foi só então que, chegados à Turíngia, São Vilibaldo foi ordenado sacerdote por São Bonifácio, o que se deu em julho de 740. Quinze anos mais tarde, em Salzburgo, o mesmo santo consagrou-o bispo de Eichstadt.

Como bispo, Vilibaldo entregou-se com fervor ao múnus pastoral. Construiu sua catedral e fundou um mosteiro na cidade episcopal, controlando rigorosamente os que lá já existiam. Além disso, passou a ser missionário itinerante por toda sua diocese, procurando atrair os pagãos que, cada vez mais, pediam o batismo. Em 755 ele transferiu para sua Sé episcopal o corpo de seu irmão Vunibaldo, que tinha vindo também ajudar na evangelização da Alemanha, e que aí morrera.

Finalmente, o santo bispo, já com fama de santidade em vida, entregou sua bela alma a Deus no dia 7 de julho do ano 787. Embora venerado como santo, sua canonização canônica só ocorreu no ano de 1256.

Em Eichstaett, na Germânia, São Vilibaldo, primeiro bispo da cidade, filho de São Ricardo, rei dos Anglos, irmão de Santa Valburga, virgem. Trabalhou com São Bonifácio na pregação do Evangelho, e converteu muitos povos a Cristo.
Martirológio Romano

Detalhes do artigo

Autor

Instituto Plinio Corrêa de Oliveira

Instituto Plinio Corrêa de Oliveira

2538 artigos

O Instituto Plinio Corrêa de Oliveira é uma associação de direito privado, pessoa jurídica de fins não econômicos, nos termos do novo Código Civil. O IPCO foi fundado em 8 de dezembro de 2006 por um grupo de discípulos do saudoso líder católico brasileiro, por iniciativa do Eng° Adolpho Lindenberg, seu primo-irmão e um de seus primeiros seguidores, o qual assumiu a presidência da entidade.

Categorias

Tags

Comentários

Seja o primeiro a comentar!

Comentários

Seja o primeiro a comentar!

Tenha certeza de nunca perder um conteúdo importante!

Artigos relacionados