Portal do IPCO
Plinio Corrêa de Oliveira
IPCO em Ação

Livro: Uma brecha na barragem - A infiltração do lobby LGBT na Igreja

Homens (globalistas) inimigos da Humanidade e da Cristandade


Quem é o verdadeiro inimigo da Humanidade? LifeSiteNews expõe “as raízes ocultas da agenda climática do Clube de Roma”. Quem se iludia com a “expontaneidade” de agendas como o combate ao “aquecimento global”, redução drástica da população mundial, controle populacional via aborto ou eutanásia, great reset — terá nesse artigo elementos sérios para reflexão.

Duas visões do Universo: A Revolução globalista e a Contra-Revolução católica

Clube de Roma e o governo mundial

O Clube de Roma foi fundado na propriedade de David Rockefeller em Bellagio em 1968. No final de sua vida, Rockefeller respondeu afirmativamente a uma acusação de que ele e sua família estavam buscando o estabelecimento de um governo mundial:

"Alguns até acreditam que fazemos parte de uma cabala secreta trabalhando contra os melhores interesses dos Estados Unidos, caracterizando minha família e eu como 'internacionalistas' e conspirando com outros ao redor do mundo para construir uma estrutura política e econômica global mais integrada."

Maurice Strong era um petroleiro canadense, “um rico empresário cujo envolvimento com o Clube de Roma o levou a promover uma agenda ecológica mundial baseada na fantasia, na misantropia e na manipulação deliberada do sentimento público”, comenta LifeSiteNews.

Ele liderou o Programa Ambiental das Nações Unidas e, posteriormente, a Fundação Econômica Mundial. O cérebro por trás da Cúpula da Terra no Rio em 1992, ele é creditado com a criação da frase “mudança climática”. São as palavras-talismãs, explica o Prof. Plinio em seu livro Baldeação Ideolólica Inadvertida e Diálogo:

"Cada palavra constituía um como que talismã a exercer sobre as pessoas um efeito psicológico próprio. E o conjunto dos efeitos dessa constelação de talismãs nos parecia de molde a operar nas almas uma transformação paulatina mas profunda."

A participação da Mídia no plano mundial

O Clube de Roma promove uma agenda planetária de controle tecnocrático. Ele descreveu o colapso da sociedade industrial e a morte por fome de dois terços da população humana como benéfica. Como pode ser que isso não seja de conhecimento comum? Rockefeller explicou em suas memórias que tal projeto teria sido impossível sem o conluio da imprensa:

Somos gratos ao The Washington Post, ao New York Times, à Time Magazine e a outras grandes publicações cujos diretores participaram de nossas reuniões e respeitaram suas promessas de discrição por quase 40 anos… Teria sido impossível para nós desenvolver nosso plano para o mundo se tivéssemos sido submetidos às luzes da publicidade durante esses anos.

Uma massificação oposta à Cristandade

Segundo esses “iluminados” o mundo está mais sofisticado e preparado para marchar rumo a um governo mundial. A soberania supranacional de uma elite intelectual e de banqueiros mundiais (leia-se nova Ordem supra nacional) é seguramente preferível à autodeterminação nacional praticada nos séculos passados.

Tempo houve em que a Revolução Universal usava o slogan da autodeterminação dos povos: foi a fase de combate ao colonialismo e a independência de tantas nações na África, por exemplo. Independência em relação às Nações europeias que eram aproveitadas pela URSS para aumentar sua influência na África. https://www.pliniocorreadeoliveira.info/ACC_1965_175_A_autodeterminacao.htm

Se Rockfeller e seus “iluminados” se referem à autonomia das Nações Cristãs, se eles se investem contra a soberania dos países durante a Cristandade, a acusação ainda é mais grave e o desejo de exterminar a organicidade é ainda mais radical. Querem eliminar os últimos vestígios da Organicidade, da Soberania, da autoderterminação das Nações Cristãs.

A Nova Agenda: limites do crescimento

Chamado de “Os limites do crescimento”, inspirou grande parte da atual agenda verde de desindustrialização, aborto e o conceito de humanidade como um problema a ser resolvido. (…) O Clube de Roma, em seu relatório de 1991 “A Primeira Revolução Global”, afirma:

Em busca de um novo inimigo para nos unir, tivemos a ideia de que

  • — a poluição,
  • — a ameaça do aquecimento global,
  • –a escassez de água,
  • — a fome e coisas do gênero seriam adequadas.

E para “solucionar” esses problemas é preciso reformar a Humanidade; o perigo — para esses ditadores da globalização — passa a ser a Humanidade. Sim, a Humanidade que pensa, que questiona, que se interroga, em uma palavra que usa da inteligência, da luz da razão.

Por trás surge o ocultimo

O artigo de LifeSiteNews vai além e aponta para o ocultismo.

O co-fundador do Clube de Roma, Aurelio Peccei, era um ocultista, que não fazia segredo de sua devoção ao culto da Teosofia. Como observou o epidemiologista finlandês Mikko Paunio, Peccei anunciou suas opiniões impressas em 1977: “O livro de Aurelio Peccei de 1977, ‘The Quality of Man’, revela sua visão de mundo baseada na Teosofia e na descoberta do eu interior.”

E conclui a notícia afirmando que ”a organização que foi fundamental para o movimento ambiental global foi formada, portanto, por um homem inspirado pelo culto fraudulento da Teosofia.”

Afastando-se da Verdade, que é Nosso Senhor Jesus Cristo, rejeitando os princípios da Lei Natural impressa por Deus na alma de todos os homens, a agenda globalista haveria de cair no ocultismo.

***

Não venham os adeptos da nova ordem mundial nos acusar de teoria da conspiração. O livro do Prof. Plinio Corrêa de Oliveira, Revolução e Contra-revolução, foi escrito em 1959. Ali está exposto, de forma lógica e irrefutável, o processo revolucionário que atingiu as Nações cristãs a partir do ocaso da Idade Média. https://www.pliniocorreadeoliveira.info/RCR_0000_indice.htm#.ZDN8rHbMK3A

Ninguém pode servir a dois senhores, afirmou o Divino Mestre, no Evangelho. Quem não segue o Evangelho irá forçosamente cair em doutrinas anticristãs e tentar reestruturar as Nações em base utópicas, contrárias à Lei Natural.

O mau uso de parte das conquistas científicas, a falta de Sabedoria com que o homem ocidental usou da técnica, a revolução industrial em nada justificam que se precipite a Humanidade numa ditadura férrea e global. A solução está na Contra-Revolução, no grande retorno da Humanidade aos principios da Lei Natural, da Lei de Deus.

***

A Santíssima Virgem digne-se a pôr termo ao processo revolucionário, exaltar a Santa Igreja, recompor a Cristandade nos moldes de nossos tempos e levar os homens ao grande desafio de um só Rebanho, um só Pastor.

Fonte: https://www.lifesitenews.com/opinion/real-enemy-is-humanity-itself-exposing-the-occult-roots-of-the-club-of-romes-climate-agenda/?utm_source=news&utm_campaign=usa

Detalhes do artigo

Autor

Marcos Machado

Marcos Machado

482 artigos

Pesquisador e compilador de escritos do Prof. Plinio. Percorreu mais de mil cidades brasileiras tomando contato direto com a população, nas Caravanas da TFP. Participou da recuperação da obra intelectual do fundador da TFP. Ex aluno da Escola de Minas de Ouro Preto.

Categorias

Tags

Comentários

Seja o primeiro a comentar!

Comentários

Seja o primeiro a comentar!

Tenha certeza de nunca perder um conteúdo importante!

Artigos relacionados