Portal do IPCO
Plinio Corrêa de Oliveira
IPCO em Ação

Acesse sua conta

Logo do Instituto Plinio Corrêa de Oliveira
Instituto

Plinio Corrêa de Oliveira

Democracia autêntica e esquerda antidemocrática

Foto: Marcos Machado
Por Marcos Machado

há 2 meses5 min

Atualizado em: 1/9/2023, 7:13:47 PM


Democracia, democracia, democracia … quanta ditadura a esquerda mundial pratica em seu nome. E o que são atos antidemocráticos?

***

Não é nosso objetivo tratar aqui dos atos de vandalismo e depredações ocorridos ontem, dia 8, em Brasília. O Brasil ordeiro e pacífico, cristão e conservador, defensor de seus direitos embasados na Constituição — e é necessário lembrar, fundados na Lei Natural — não pactua e repudia esses atos. Aliás, depredação e vandalismo são inerentes ao MST, black bocks, MTST. A apuração dos fatos mostrará, sem dúvida, que essa minoria de culpados não representa o povo brasileiro. O IPCO trava uma batalha ideológica, dentro da Lei, contra a ideologia socialista e comunista. Nossos artigos, nossas campanhas públicas, nosso Estatuto bem o atestam aos olhos do público.

Dito isso, passemos ao tema do nosso artigo.

***

Já vimos, em outro Post, que a esquerda mundial vai fabricando um novo conceito de democracia: uma incógnita em constante evolução cuja meta é o comunismo. É a palavra-talismã que vai tomando sentidos cada vez mais radicais rumo à esquerda … rumo ao comunismo.

Democracia e revolução anticristã

Democracia passou a ser palavra-talismã. “Para as esquerdas, isso faz sentido, porque a palavra democracia [no jargão das esquerdas, na mídia alinhada] já “evoluiu” de seu conteúdo objetivo, natural, definido em nossa Constituição para um novo conceito: democracia é o que favorece a esquerda, a quebra dos tabus religiosos, a destruição dos Valores Morais. A esquerda segue a teoria dialética marxista da história. Democracia passa a ser tudo aquilo que favorece à Revolução.

Atos “antidemocráticos”, por oposição, também estão definidos: tudo aquilo que vai contra a evolução da humanidade para as esquerdas.” (1)

Xi Jinping também

Nosso Site já abordou como o comunismo chinês vê a democracia: “Os valores de liberdade, democracia e direitos humanos, explica Xi Jinping, “desempenharam um papel histórico no processo de oposição à autocracia feudal”. Durante esse processo, eles foram valores progressivos. No entanto, no quadro da teoria dialética marxista da história, os mesmos valores, que antes eram progressistas, tornaram-se reacionários no estágio histórico seguinte. “À medida que a burguesia ganhou uma posição dominante, escreve Xi Jinping, esses valores se tornaram cada vez mais ferramentas para manter o domínio do capital.” https://ipco.org.br/china-se-reafirma-marxista-contra-a-liberdade-democracia-direitos-humanos/

Lembramos, esses valores como a liberdade, democracia, direitos humanos se “tornaram reacionários” afirma o ditador chinês. É preciso dar um novo impulso dialético à democracia.

Esse novo impulso se opera pela palavra-talismã, explica o Prof. Plinio.

Democracia falseada, eleitor desconhece programa do PT

Vimos até aqui que as esquerdas falsearam o conceito de democracia; essa passou a ser somente aquilo que favorece à Revolução igualitária mundial. Veremos agora outro aspecto. Para uma eleição ser autêntica o eleitor precisa votar em um programa.

Perguntamos: o PT mostrou seu programa aos eleitores antes das eleições?

Livro de grande tiragem (por ocasião da Constituinte de 1987) explica o que é uma democracia autêntica:

“A relação entre o eleitor e o candidato por ele sufragado [expõe o livro Projeto de Constituição Angustia o País] é, em essência, a de uma procuração.

“O eleitor confere ao candidato a [presidente] deputado ou senador de sua preferência um mandato para que exerça o Poder Legislativo [Executivo] segundo o programa que este deve expor normalmente ao conhecimento do eleitorado durante a campanha eleitoral: programa este que se supõe que o eleitor tenha lido previamente, e que ratifica ao dar seu voto ao candidato em questão.

“Uma vez eleito, o deputado ou senador é assim um procurador ou mandatário do eleitor. É o executor da vontade deste. Ele será um procurador fiel se agir de acordo com o programa eleitoral com o qual se apresentou às urnas. E será infiel, caso se desinteresse de fazer prevalecer seu programa nos debates parlamentares. Ou, pior ainda, caso se manifeste ou vote contra esse programa em relação ao qual
assumiu para com o corpo eleitoral um compromisso sagrado de fidelidade.

“Análogas afirmações cabem quanto às eleições para o preenchimento de vagas no Poder Executivo: isto é, em nosso País federativo, as vagas para a Presidência da República, os governos estaduais e as prefeituras municipais.” (3)

***

Conclusão:

Vimos que as esquerdas e a midia alinhada jogam com um novo conceito de democracia: uma incógnita em constante evolução cujo objetivo é destruir a civilização cristã, a família, a propriedade, os direitos individuais — sempre em favor da Revolução igualitária universal.

Em segundo lugar, vimos a explicação do Prof. Plinio mostrando que numa democracia autêntica o eleitor vota em um programa de seu candidato. Se o programa foi ocultado ao público fica provada a inautenticidade democrática.

O Representante é eleito, na democracia, para fazer a vontade do eleitor. Não proceder assim é adotar atitudes, métodos antidemocráticos, é revoltar-se contra a própria definição de democracia. A esquerda é antidemocrática! A não ser que o PT siga a cartilha de Xi Jinping na qual a atual democracia tornou-se reacionária … e seu novo conceito passou a se chamar Revolução anticristã.

E os chamados “Atos antidemocráticos” … tudo aquilo que vai contra a agenda da esquerda em nossos dias.

Nossa Senhora Aparecida, Rainha e Padroeira do Brasil defendei-nos dessa esquerda socialista e antidemocrática cujo objetivo, atuação e empenho — cada vez mais escancarado — é destruir as raízes cristãs da Terra de Santa Cruz.

Pelo contrário, tenhamos confiança: O Brasil ainda será um grande País!

(1) https://ipco.org.br/democracia-incognita-em-constante-evolucao-para-a-esquerda/

(2) https://www.pliniocorreadeoliveira.info/livros/1987%20-%20Projeto%20de%20Constitui%C3%A7ao.pdf

(3) Idem, pg 11

Detalhes do artigo

Autor

Marcos Machado

Marcos Machado

411 artigos

Pesquisador e compilador de escritos do Prof. Plinio. Percorreu mais de mil cidades brasileiras tomando contato direto com a população, nas Caravanas da TFP. Participou da recuperação da obra intelectual do fundador da TFP. Ex aluno da Escola de Minas de Ouro Preto.

Categorias

Tags

Comentários

Seja o primeiro a comentar!

Tenha certeza de nunca perder um conteúdo importante!

Artigos relacionados