Portal do IPCO
Plinio Corrêa de Oliveira
IPCO em Ação

Acesse sua conta

Logo do Instituto Plinio Corrêa de Oliveira
Instituto

Plinio Corrêa de Oliveira

Parlamento polonês se prepara para discussões ideológicas

Foto: Benno Hofschulte
Por Benno Hofschulte

há 11 anos2 min

Atualizado em: 9/1/2017, 9:30:41 PM


O jornal “Polska The Times” abre sua primeira página da edição de 28 de outubro pp. com a manchete “Uma revolução cultural”, aludindo as próximas batalhas ideológicas no Sejm (parlamento polonês) recém-eleito, que inicia seu novo período legislativo neste dia 8 de novembro.

O jogo já começou antes da hora com a apresentação de uma moção oficial do Movimento Palikot (RP), ateu e de extrema esquerda, ao porta-voz do Sejm, para que seja removido o crucifixo de madeira que está afixado na sala de sessões do parlamento. “A presença da cruz constitui uma violação permanente da neutralidade da autoridade pública”, diz o documento dos esquerdistas ateus. Por sua vez Jaroslaw Kaczynski, líder do principal partido da oposição governamental “Lei e Justiça”, condenou severamente o pedido do Movimento Palikot, afirmando que “cada nação tem sua própria tradição e aqueles que querem eliminá-la, na verdade, querem eliminar toda a nação”.

Outras questões polêmicas estão em pauta, capazes de agitar vivamente os debates parlamentares, tais como as propostas sobre a legalização de uniões homossexuais e lésbicas, o processo de fertilização in vitro, a liberalização da lei do aborto, bem como legalização da maconha. O “aceleramento de disputas ideológicas no Sejm será imposta por dois partidos de esquerda: a Aliança Esquerda Democrática (SLD) e o RP que procuram conquistar ambos o eleitorado de esquerda”, explica o Polska Times.

Nas eleições de outubro, o RP, que se apresentou pela primeira vez, obteve 10%, enquanto que o SLD 8% dos votos. Mais um país em que as esquerdas entram numa ofensiva radical para destruir os valores que constituem a base da Civilização Cristã. Infelizmente esses movimentos demolidores do cristianismo põem com razão suas esperanças na traição de alguns representantes da ala conservadora, para atingir as suas metas. Foi o que aconteceu recentemente na Polônia, quando um abaixo-assinado de mais de 500 mil poloneses pedindo a proibição do aborto foi rejeitado pela comissão parlamentar, por causa da abstenção ou ausência de deputados católicos.

Detalhes do artigo

Autor

Benno Hofschulte

Benno Hofschulte

10 artigos

Diretor do TFP-Bureau em Frankfurt. Na Alemanha desde 1983, ele representa TFPs (Tradição, Família e Propriedade) de vários países. Ele é também diretor da Deutsche Vereinigung für eine Christliche Kultur (Associação Alemã por uma Civilização Cristã), em cujo âmbito dirige o movimento anti-abortista Aktion SOS LEBEN (Ação SOS VIDA). Através de visitas pessoais, reuniões, conferências e contatos com movimentos afins, Benno Hofschulte vem promovendo a difusão dos ideais da civilização cristã, hoje tão golpeada pela decadência geral dos costumes e por culturas estranhas e até mesmo contrárias àquela sobre a qual se construiu a Europa.

Categorias

Tags

Comentários

Seja o primeiro a comentar!

Tenha certeza de nunca perder um conteúdo importante!

Artigos relacionados