Portal do IPCO
Plinio Corrêa de Oliveira
IPCO em Ação

Leve Esperança ao Sul: Ajude a Distribuir 50.000 Medalhas Milagrosas

Cerca de 2000 pessoas poderiam ter sido assassinadas pelos extremistas do Boko Haram na Nigéria


Crianças assassinadas pelo Boko Haram
Crianças assassinadas pelo Boko Haram.

ROMA, 10 Jan. 15 (ACI) .- Fontes do governo da Nigéria denunciaram que o grupo extremista islâmico Boko Haram atacou 16 regiões da cidade nortenha de Baga, incendiando moradias e assassinando os habitantes que não conseguiram fugir, por isso se teme que sejam mais de dois mil mortos.

Conforme informou a BBC, Musa Alhaji Bukar Kukawa, chefe do governo local, “assinalou que os atacantes incendiaram a maior parte do lugar acrescentando que até 2.000 pessoas poderiam ter morrido no primeiro ataque ocorrido no sábado passado”.

Milhares de pessoas fugiram para Maiduguri, a capital do estado de Borno, e outras para o Chad. Entretanto, teme-se que o número de mortos aumente já que segundo relatórios “muitas pessoas se afogaram quando tentavam cruzar o lago Chad”.

Boko Haram instaurou um califado nas regiões que controla no norte da Nigéria.

Por sua parte, a agência vaticana Fides alertou que “a crise no nordeste da Nigéria está se estendendo cada vez mais aos países vizinhos, com ameaças como as de um vídeo atribuído ao líder do Boko Haram, Aboubakar Shekau, contra o Presidente dos Camarões, Paul Biya”.

“No vídeo, um homem que parece o chefe da seita islâmica, ameaçou aumentar a violência nos Camarões se o país não abolir a Constituição e abraçar o Islã”, indicou Fides.

Detalhes do artigo

Autor

Agência ACI

Agência ACI

17 artigos

Categorias

Tags

Comentários

Seja o primeiro a comentar!

Comentários

Seja o primeiro a comentar!

Tenha certeza de nunca perder um conteúdo importante!

Artigos relacionados