Portal do IPCO
Plinio Corrêa de Oliveira
IPCO em Ação

Rainha do Brasil, prenúncio do Reino de Maria

A devoção a Nossa Senhora Aparecida nasceu em 1717 quando pescadores encontraram sua imagem no rio Paraíba.


Rainha do Brasil, prenúncio do Reino de Maria

Coroa de Nossa Senhora Aparecida. A Princesa Isabel ofereceu esta coroa de ouro, cravejada de brilhantes, em 6/11/1884. Com essa mesma coroa a Imagem milagrosa foi coroada Rainha do Brasil de 1904 e está com Ela até os dias de hoje.

É interessante notar como a devoção a Nossa Senhora Aparecida nasceu, que características tomou, e como foi se desenvolvendo ao longo da História do Brasil. Sabemos que ela nasceu no Vale do Paraíba, e conhecemos o seu ponto de partida.

Em outubro de 1717, três pescadores estavam pescando no rio Paraíba. De repente eles “pescam” com suas redes um tronco de imagem, e mais adiante sua cabeça. A pescaria, que estava muito difícil até aquele momento, tornou-se abundante.

Depois eles construíram junto ao rio uma capelinha para a imagem que tinham encontrado, substituída mais tarde por uma capela maior. Muitos anos depois, ergueu-se no local uma igreja.

As graças ali alcançadas foram acentuadamente numerosas. O povo começou a afluir em quantidade, recebendo graças extraordinárias.

Mas, ao mesmo tempo em que isto se dava, a devoção a Nossa Senhora Aparecida foi marcando a vida da Igreja. A tal ponto que, no pontificado de São Pio X, Nossa Senhora Aparecida foi coroada solenemente Rainha do Brasil, em 8 de setembro de 1904.

Coroação efetivada num ato oficial, na presença de muitos membros do Episcopado nacional. De acordo com um decreto da Santa Sé, Nossa Senhora Aparecida passou a ser Rainha do Brasil. Depois, em julho de 1930, Pio XI declarou Nossa Senhora Aparecida Rainha e Padroeira do Brasil.

Ela, portanto, ficou sendo no Céu a verdadeira Rainha de nossa Pátria. Esse fato nos deve ser muito grato, porque devemos ver nele um prenúncio do Reino de Maria.

____________ 

Excertos da conferência proferida pelo Prof. Plinio Corrêa de Oliveira em 5 de outubro de 1964. Esta transcrição não passou pela revisão do autor. Fonte: Revista Catolicismo, Nº 874, Outubro/2023.

Detalhes do artigo

Autor

Plinio Corrêa de Oliveira

Plinio Corrêa de Oliveira

550 artigos

Homem de fé, de pensamento, de luta e de ação, Plinio Corrêa de Oliveira (1908-1995) foi o fundador da TFP brasileira. Nele se inspiraram diversas organizações em dezenas de países, nos cinco continentes, principalmente as Associações em Defesa da Tradição, Família e Propriedade (TFP), que formam hoje a mais vasta rede de associações de inspiração católica dedicadas a combater o processo revolucionário que investe contra a Civilização Cristã. Ao longo de quase todo o século XX, Plinio Corrêa de Oliveira defendeu o Papado, a Igreja e o Ocidente Cristão contra os totalitarismos nazista e comunista, contra a influência deletéria do "american way of life", contra o processo de "autodemolição" da Igreja e tantas outras tentativas de destruição da Civilização Cristã. Considerado um dos maiores pensadores católicos da atualidade, foi descrito pelo renomado professor italiano Roberto de Mattei como o "Cruzado do Século XX".

Categorias

Tags

Comentários

Seja o primeiro a comentar!

Comentários

Seja o primeiro a comentar!

Tenha certeza de nunca perder um conteúdo importante!

Artigos relacionados