Portal do IPCO
Plinio Corrêa de Oliveira
IPCO em Ação

A caravana do IPCO começou

Verdade E Erro, Narrativas, Informação E Desinformação

Cada palavra constituía um como que talismã a exercer sobre as pessoas um efeito psicológico próprio. E o conjunto dos efeitos dessa constelação de talismãs nos parecia de molde a operar nas almas uma transformação paulatina mas profunda.


Verdade E Erro, Narrativas, Informação E Desinformação

Índice

  1. O que é desinformação

O Twitter retirou-se do Código de Prática da União Europeia sobre desinformação online, de acordo com o Comissário de mercado interno do bloco, Thierry Breton, informa LifeSiteNews.

A questão central é o tal conceito de desinformação usado pelas esquerdas para silenciar as Redes Sociais conservadoras. Maduro, o ditador venezuelano sucessor de Chaves está no Brasil a convite de Lula. O que seria informação e desinformação a respeito do algoz da Venezuela? Como se vê o assunto é atual.

Sem a irritante Primeira Emenda [da Constituição americana] para lidar, os burocratas da União Europeia têm um tempo relativamente fácil para ditar o que é a verdade e o que não pode fazer parte da conversa pública
American Thinker

O que é desinformação

Os ideólogos da esquerda não conseguem definir o que seja desinformação. A mídia alinhada repete a palavra-talismã, os legisladores, o Judiciário andam às voltas para explicar o que seja desinformação. Se há desinformação há também uma informação; aquela seria o contrário da informação.

Há relação entre “informação” e “Verdade“? Informação é sempre a verdade? Pelo contrário, desinformação é sempre o oposto da verdade, ou seja, erro?

Para Xi Jinping verdade é aquilo que serve no momento ao Partido Comunista chinês, PCCh. Para os comunistas, o fim justifica os meios.

Nosso Site já abordou como o comunismo chinês vê a democracia: “Os valores de liberdade, democracia e direitos humanos, explica Xi Jinping, “desempenharam um papel histórico no processo de oposição à autocracia feudal”. Durante esse processo, eles foram valores progressivos. No entanto, no quadro da teoria dialética marxista da história, os mesmos valores, que antes eram progressistas, tornaram-se reacionários no estágio histórico seguinte. “À medida que a burguesia ganhou uma posição dominante, escreve Xi Jinping, esses valores se tornaram cada vez mais ferramentas para manter o domínio do capital.” 

Evolucionista, hegeliana a esquerda vai mudando o conceito de democracia e também o que seja desinformação.

Verdade e erro

O leitor já deve ter observado que as esquerdas odeiam a palavra desigualdade que é substituída por diversidade; por que não dizem desigualdade sexual mas, sim, diversidade sexual? Fácil de perceber, desigualdade faz lembrar diferença de níveis; divesidade se entende num mesmo plano horizontal.

Também a esquerda midiática, política ou outra fala de “desinformação“. Não se trataria, portanto, de verdade ou erro; foi condenado porque está espalhando desinformação. Então, o que seria a “informação“?

Palavras-talismã, pressuposto hegeliano e dialético

A chave do enigma a encontrei na explicitação da palavra-talismã. Em seu livro, Baldeação Ideológica Inadvertida e Diálogo, o Prof. Plinio assim a define:

Cada palavra constituía um como que talismã a exercer sobre as pessoas um efeito psicológico próprio. E o conjunto dos efeitos dessa constelação de talismãs nos parecia de molde a operar nas almas uma transformação paulatina mas profunda.

Aplicando o pressuposto hegeliano e dialético a todas as palavras [apliquemos em 2023 a narrativa, desinformação, discurso de ódio] cujo desvirtuamento nos impressionava, eis que o sentido desse mesmo desvirtuamento se esclarecia de modo surpreendente. Estava ipso facto explicitado para nós o ponto de referência que explica e ordena todo o conjunto de nossas anteriores observações e impressões, e ficava posto a nu o ardiloso processo de guerra psicológica [comunista] que até então apenas nos fora dado entrever.

* * *

Verdade e erro estão perfeitamente definidos no Evangelho. Nosso Senhor disse de Si mesmo: “Eu sou o caminho, a verdade e a vida” (Jo 14-6). E, Pilatos, precursor de todos aqueles que não admitem uma Verdade absoluta, pergunta: “O que é a Verdade”? Quid est veritas?

Continua LifeSiteNews: “A mídia e os burocratas, que acreditam ter o direito exclusivo de espalhar desinformação, estão lidando com isso da melhor maneira possível, com Thierry Breton, chefe da Administração do Happy Fun Time do Memorial Josef Goebbels da União Europeia, fazendo ameaças não reveladas.”

É o controle nazi, é a KGB da URSS que voltam sob o disfarce de combate à desinformação.

Nosso Senhor Jesus Cristo, Caminho, Verdade e Vida nos dê forças para enfrentar essa nova Gestapo, KGB ou outro nome mais “moderno” que possam lhe dar.

Fonte:

Detalhes do artigo

Autor

Marcos Machado

Marcos Machado

470 artigos

Pesquisador e compilador de escritos do Prof. Plinio. Percorreu mais de mil cidades brasileiras tomando contato direto com a população, nas Caravanas da TFP. Participou da recuperação da obra intelectual do fundador da TFP. Ex aluno da Escola de Minas de Ouro Preto.

Categorias

Tags

Comentários

Seja o primeiro a comentar!

Comentários

Seja o primeiro a comentar!

Tenha certeza de nunca perder um conteúdo importante!

Artigos relacionados