Portal do IPCO
Plinio Corrêa de Oliveira
IPCO em Ação

Leve Esperança ao Sul: Ajude a Distribuir 50.000 Medalhas Milagrosas

7 de Setembro canadense: liberdade vs. mandato de vacina


O povo canadense realiza o seu 7 de Setembro: não se trata de uma festa nacional, é o ressurgimento da Nação face à tirania do Mandato de Vacina do governo socialista de Justin Trudeau.

7 de Setembro

A longa fronteira entre EUA e Canadá só pode ser transposta por caminhoneiros vacinados, essa é a lei socialista, esse é o mandato de vacinas do primeiro ministro canadense Trudeau.

Para exercer a sua profissão os caminhoneiros são obrigados a se submeterem à vacina contra o coronavírus? Biden, o socialista americano também impôs esse ditatorial mandato contra a profissão dos caminhoneiros.

Vacina é sempre uma opção, nunca poderá ser uma violação da liberdade individual.

Vacinados e não-vacinados se unem em Otawa

Essa não é exclusivamente uma manifestação de caminhoneiros não vacinados. Os vacinados se uniram à manifestação pela liberdade: “freedom convoy 2022”, o comboio pela liberdade.

Caráter ordeiro e pacífico da afirmação pela liberdade

Liberdade para quê? Liberdade de ir e vir; liberdade de trabalhar. A palavra liberdade toma um novo sentido na história da Humanidade: até então os revolucionários, desde 1789, usam a palavra liberdade sempre num sentido anarquista, igualitário, reivindicatório. Os anarquistas de 1968 (Revolução da Sorbonne) também tinham um conceito revolucionário: quebrar todos os freios, romper todos os padrões.

Liberdade, nessa fase da ditadura-pandemia passa a ser o exercício de um direito individual, um direito humano retamente entendido, baseado na Lei Natural.

***

Saudamos essa manifestação autêntica do povo canadense contra a tirania do Mandato de Vacinas. Ela se insere na onda mundial pela liberdade e que já alcançou magníficos frutos com a abolição do Mandato-Vacinas no Reino Unido e outros países da Europa. Também saudamos, tantos Estados norte-americanos cujos governadores republicanos se opuseram à ditadura-vacina.

Que seria do Brasil se o governo Bolsonaro tivesse decretado lockdowns e mandatos de vacinas? Estaria o Brasil nas vias da Venezuela, é útil ressaltar isso.

Supporters of Canadian truck drivers protesting the COVID-19 vaccine mandate cheer on a convoy of trucks on their way to Ottawa, on the Trans-Canada Highway west of Winnipeg on Jan. 25, 2022.  (The Canadian Press/David Lipnowski)
Apoio popular sob intenso frio

Quanto aos Democratas americanos, são do mesmo gênero de Trudeau, dos governadores e prefeitos petistas no Brasil e seus admiradores do falso Centrão: mandato de vacinas!

***

O “comboio da liberdade” segue pacífico, ordeiro e ao mesmo tempo afirmativo dos direitos dos caminhoneiros e do povo canadense. A esquerda “profetizou” tumultos e os líderes dos caminhoneiros anunciaram seu propósito de manter a ordem, respeitar a Lei, afirmar seus direitos em paz.

Gostaríamos, como católicos, que o “comboio da liberdade” estivesse sob o patrocínio de São Cristóvão.

Nossa Senhora de Guadalupe, proteja os caminhoneiros das Américas.

Detalhes do artigo

Autor

Barcelos de Aguiar

Barcelos de Aguiar

331 artigos

Categorias

Tags

Comentários

Seja o primeiro a comentar!

Comentários

Seja o primeiro a comentar!

Tenha certeza de nunca perder um conteúdo importante!

Artigos relacionados