Portal do IPCO
Plinio Corrêa de Oliveira
IPCO em Ação

A caravana do IPCO começou

O RETORNO DOS TERRORISTAS DO MST


O Comunismo não é perverso e condenável apenas por ser um desastre do ponto de vista político-social e econômico — negando, por exemplo, o sagrado direito de propriedade. Ele é uma ideologia materialista e ateia intrinsecamente má, com uma visão do universo e do homem diametralmente oposta àquela ensinada pela Religião católica, e nega, em consequência, todos os Mandamentos da Lei de Deus. Assim, não se pode ser verdadeiramente católico e comunista ao mesmo tempo.

Notícias concernentes à seita comunista no Brasil voltaram à pauta do dia com o retorno sinuoso do PT ao governo — “eleição não se ganha, se toma” — e o reinício das invasões e saques perpetrados pelo MST.

Marcel van Hattem

Em recente artigo para a “Gazeta do Povo” (1-3-23), intitulado “Carnaval Vermelho: MST faz guerra para retomar poder político”, o deputado federal Marcel van Hattem (NOVO-RS) denuncia muito bem:

“O ‘Carnaval Vermelho’ de invasões de terras desencadeado pelo MST é a mais recente consequência violenta da eleição de Lula à Presidência da República. E a promessa já é de intensificação da estratégia de terror empregada pelo braço armado do PT na área rural.

“O MST, que usa do terror como arma de convencimento político, aliás, nunca foi enquadrado legalmente como aquilo que é: um movimento terrorista. Por quê? Simples: porque o PT obviamente nunca quis e o Centrão sempre acabou se rendendo, apesar de comporem suas bancadas inúmeros produtores rurais e seus representantes. Agora, após quatro anos de paz no campo, prosperidade rural e praticamente sem invasões de terra, vemos a retomada das investidas de quem não quer reforma agrária nenhuma e nem tem vergonha de deixar isso claro ao invadir terras produtivas, contrariando seu próprio discurso de ataque ao direito de propriedade. O MST, na verdade, faz guerra contra quem trabalha honestamente e, como todo ‘movimento social’ nesse país, reivindica também ‘espaço no governo’. Não quer reforma agrária; quer poder político”.

Desde o dia 27-2-23, aproximadamente 1.700 petistas do MST invadiram três fazendas de cultivo de eucalipto da empresa Suzano Papel e Celulose, nos municípios de Teixeira de Freitas, Mucuri e Caravelas, no sul da Bahia (Cfr. O Estado de S. Paulo, 2-3-23)

Apenas acrescento: o MST não quer Reforma Agrária, ele quer Revolução Agrária. Utiliza para isso a luta de classes da cartilha marxista, jogando empregados contra padrões, sempre “abençoado” e impulsionado pela clerezia de esquerda.

Vem a propósito reproduzir aqui três pensamentos:

“O Comunismo foi fundado pelo demônio. Lúcifer é o seu chefe e a disseminação de sua doutrina é a guerra do diabo contra Deus. Conheço o comunismo e sei que é diabólico. É a continuação da guerra dos anjos maus contra o Criador e seus filhos.” (Padre Cícero Romão Batista).

“Em nossos dias o marxismo vai tomando ares de sacristão, e procura inviscerar-se na Igreja para A conquistar. Reconhecendo-se fracassado nos 100 anos em que lutou contra Ela de fora para dentro, procura agora matá-la de dentro para fora.” (Plinio Corrêa de Oliveira).

“Governos com políticas agrícolas erradas com pegadas socialistas, que na verdade escondem o comunismo, geram sequelas no prato de comida. E a história está aí para provar, como podemos ver hoje na ‘Venezuela do norte’ e na ‘Venezuela do sul’ — antes chamada Argentina.” (Júlio Brissac).

  ComunismoEsquerda CatólicaLula da SilvaMSTPTTerrorismo

Detalhes do artigo

Autor

Paulo Roberto Campos

Paulo Roberto Campos

213 artigos

Jornalista (MTB 83.371/SP), colabora voluntariamente com a Revista "CATOLICISMO" (mensário de Cultura e Atualidades) e com a "ABIM" (Agência Boa Imprensa).

Categorias

Tags

Comentários

Seja o primeiro a comentar!

Comentários

Seja o primeiro a comentar!

Tenha certeza de nunca perder um conteúdo importante!

Artigos relacionados