Portal do IPCO
Plinio Corrêa de Oliveira
IPCO em Ação

China (PCCh) tenta exterminar a “desinformação” … qualquer semelhança …


A nova investida da ditadura chinesa — vale dizer PCCh — é contra a “automidia“. Midia própria, mídia independente das centrais comunistas são caçadas na China, informa BitterWinter.

Fenômeno curioso que une os regimes totalitários de esquerda, algumas “democracias” no Ocidente e as BigTech: criar e impor “narrativas”, silenciar a opinião pública, perseguir as Redes Sociais conservadoras, abolir a livre expressão.

O Código dos Dez Mandamentos é substituido pela nova Tábua da Lei

E no âmbito eclesiástico? Pensemos apenas na celebração do rito tridentino cerceado desde Roma e obedecido à risca pelos bispos progressistas em todo o Ocidente que tudo fazem para silenciar o movimento conservador.

Operação anti-automidia na China

Em 12 de março, enquanto as Duas Sessões estavam chegando ao fim, a Administração do Ciberespaço da China lançou uma nova operação de repressão na Internet, desta vez visando a “automídia”, ou seja, notícias criadas e publicadas de forma independente nas mídias sociais ou na Web por internautas independentes que não estão registrados como jornalistas.

A razão, informa a notícia, “é que através da “automídia”, comentários e notícias que o PCCh não gosta podem ser publicados e divulgados.”

Perguntamos a nossos leitores se tem diferença entre esses métodos do PCCh na China com os pretextos alegados por Lula, PT e outros adoradores da censura aqui no Brasil.

Uma nova Tábua da Lei

A Igreja Católica é criticada pelos progressistas e por toda a gama da esquerda (inclusive liberais) por ter definido dogmas e se afirmar Tutora da Lei Natural, intérprete da Biblia, Mestra da Verdade. Onde estão as críticas dos iluministas, dos adoradores da Razão, dos liberais contra essa Nova Tábua da Lei que é imposta no mundo comunista, é imposta pela UE às nações conservadoras, é imposta pelos globalistas em nome de uma “verdade” que não pode ser contestada?

De passagem, lembramos que Jimmy Carter, ex presidente dos EUA, tentou uma “cruzada” mundial pelos direitos humanos na qual mais parecia um Papa do Estado Leigo. Como sempre, para os Democratas americanos de esquerda, a violação dos Direitos Humanos não visava as atrocidades na URSS e na China de Mao. Veja o que escreveu na época o Prof. Plinio na Folha (1977) https://www.pliniocorreadeoliveira.info/FSP%2077-03-24%20Enquanto.htm

Sim, há uma nova Tábua da Lei forjada pelas esquerdas civis e religiosas … que é oposta à Lei Natural, oposta aos Mandamentos. Opor-se à essa Nova Ditadura já está carimbado por slogans-talismãs como “negacionista”, “fascista”, discurso de ódio.

Nosso Senhor afirmou “Meu jugo é suave e meu fardo é leve” (Mateus 11:28); entretanto, esse jugo de ferro dos novos ditadores ultrapassa em tirania a Hitler e Stalin uma vez que o controle digital lhes permite um garroteamento das vontades, das manifestações e da livre expressão inclusive do pensamento católico. Tem a Igreja Católica liberdade na Nicarágua, na China e na Rússia de Putin?

A preocupação do PCCh com a Automidia

O que acontece, diz o PCCh, é que a “automídia” “fabrica eventos falsos, histórias bizarras, falsifica as causas, detalhes, progresso ou resultados de certos incidentes e cria rumores do nada”. Outras “automídias” podem espalhar sutilmente conteúdo proibido fabricando falsos “clássicos chineses ou textos dos primeiros revolucionários”.

Em outras palavras: há um pensamento único que vem do PCCh e não pode ser contrariado.

A diretiva deve ser implementada por um período de limpeza de dois meses pelos Escritórios de Informações na Internet dos Comitês do PCC de cada província …

Citando Xi Jinping, que está obcecado com a falta de sucesso do PCCh em controlar a web e muitas vezes vê um “caos” lá, a diretriz chama esses escritórios para “retificar o caos da mídia própria, resolver problemas profundos como a distorção de conteúdo de informação por auto-mídia e … manter uma boa ordem na disseminação de conteúdo de informação online.”

Espera-se que as redes sociais e outras plataformas cooperem por meio do controle preventivo e sucessivo do que é postado. O objetivo é “reprimir resolutamente questões importantes, como rumores de disseminação de mídia própria”, “informações prejudiciais e notícias falsas”.

***

Leitor, paremos por aqui. Você vê muita diferença entre os projetos de esquerda do governo Lula em asfixiar a livre manifestação pela Internet, a perseguição às redes sociais conservadoras, ao livre exercício da liberdade de expressão — e as diretrizes ditatoriais de Xi Jinping?

“Meu fardo é leve, meu jugo é suave”. Sigamos o Divino Mestre e rezemos fervorosamente a Nossa Senhora Aparecida para libertar o Brasil dessas garras totalitárias da Nova Tábua da Lei e das ingerências do PCCh na soberania da Terra de Santa Cruz!

Houve tempo em que a Revolução Universal endeusou as massas. A roda girou, a História andou e o conservadorismo tomou conta das ruas. O que pode a esquerda fazer senão a ditadura do pensamento socialista e autoritário? É o que faz o Partido Comunista Chinês nessa operação anti AUTOMIDA.

Fonte: https://bitterwinter.org/chinas-new-crackdown-targets-self-media/

Detalhes do artigo

Autor

Marcos Machado

Marcos Machado

473 artigos

Pesquisador e compilador de escritos do Prof. Plinio. Percorreu mais de mil cidades brasileiras tomando contato direto com a população, nas Caravanas da TFP. Participou da recuperação da obra intelectual do fundador da TFP. Ex aluno da Escola de Minas de Ouro Preto.

Categorias

Tags

Comentários

Seja o primeiro a comentar!

Comentários

Seja o primeiro a comentar!

Tenha certeza de nunca perder um conteúdo importante!