Portal do IPCO
Plinio Corrêa de Oliveira
IPCO em Ação

A caravana do IPCO começou

Maria Santíssima de Córdici


03 de Março é festa de Nossa Senhora de Còrdice em Torraca, na Itália. Para proteger sua cidade, a Virgem de Còrdice colocou uma grande neblina para impedir a entrada dos inimigos!

Santuário de Maria Santíssima de Còrdici – Atribuição: positanonews.it/2014/10/a-torraca-alla-scoperta-di-storia-di-panorami-tra-campagna-cielo-e-mare-e-belle-tradizioni/145145/

⚜️ 💠 ⚜️ 💠 ⚜️

Por volta do ano 1300, uma capela foi construída na cidade de Torraca para abrigar uma imagem que foi encontrada junto à um carvalho. Segundo a tradição da cidade, a imagem da Santíssima Virgem havia sido ali deixada por um grupo de emigrantes do mar, provavelmente monges basilianos que vinham da Ásia Menor para escapar da perseguição que lá estava ocorrendo.

Com o tempo, o local passou a ser chamado de ‘Còrdice’; um derivado das palavras latinas ‘cor’ e ‘dicìt’, (cor = coração e dicìt = pegar, tomar); ou seja, um lugar onde Nossa Senhora conquista os corações.

A peste cruel

Em 1656, o reino napolitano foi afligido por uma pestilência cruel e mortal. Em menos de seis meses a peste se espalhou por todas as províncias do reino e transformou Nápoles em um grande cemitério. Houve mais de quarenta mil mortos, numa escala tão rápida que mal havia tempo para se enterrar tantos corpos sobre as ruas.

Os padres faziam todo o possível para administrar os sacramentos, sobretudo a eucaristia. No entanto as confissões acabavam sendo públicas, pois, por precaução, os fiéis evitavam se aproximar demais dos sacerdotes.

Em tal calamidade, toda a cidade recorreu a proteção da Senhora de Còrdici, pedindo perdão pela ira divina, instigada por seus pecados. Assim, a peste logo chegou a seu fim; e, em 30 de julho de 1656, Torraca foi consagrada a ‘Madonna dei Còrdici’, colocando-a como sua padroeira e protetora perpétua.

Atribuição: trekkingtv.it/2019/09/06/torraca-sa-festeggia-la-madonna-dei-cordici/

A invasão dos revolucionários franceses

Em 22 de janeiro de 1799,os franceses empreenderam a conquista de Nápoles e todo o Reino das Duas Sicílias. Até mesmo cardeais, arcebispos e padres eram considerados culpados de rebelião e punidos com a morte se os sinos das igrejas tocassem para alertar da invasão. As cidades que resistiam eram arrasadas e queimadas.

Quando chegou a vez de Torraca, sem qualquer outra esperança, a população confiou novamente a sua padroeira e cingiram-se com as armas da penitência e da oração. Enquanto a imagem permanecia sobre o trono da igreja, os sacerdotes entoavam a oração: “Perdoa, Senhor; perdoa o teu povo: Virgem Santa, afasta de nós toda batalha, todo perigo, seja nossa cidade um seguro refúgio”.

Pedido e feito! Em 3 de março, ao aproximarem-se os inimigos, uma espessa neblina, densa e escura, desceu ao redor da cidade. Sem poder enxergá-la, os franceses seguiram a diante, ao mesmo tempo em que, na igreja, um milagroso suor escorria do rosto da Santíssima Virgem e do braço do menino Jesus.

Desde então, a principal festa de Nossa Senhora de Còrdice ocorre na data desse milagre.

Uma grande seca

14 de junho de 1852 também é uma data na lembrança dos torraqueses. Já fazia algum tempo em que uma longa seca tonava a terra estéril. As pessoas, em lágrimas, rezaram a Nossa Senhora com o coração contrito. Velhos, jovens e crianças, sem exceção, jejuavam para pedir pela misericórdia divina. Até mesmo os sacerdotes, conduzindo os fiéis em procissão ao Santuário de Còrdice, tinham os pés descalços em penitência.

Neste dia, com uma chuva generosa, a Virgem acabou com a seca, tornando o solo tão fértil que logo produziu azeite, trigo e vinho em abundância.

Atribuição: facebook.com/profile.php?id=100082863656109&sk=photos

O Bombardeio na Segunda Guerra Mundial

No dia da festa da Assunção da Bem-Aventura Virgem Maria, 15 de agosto de 1943, a cidade de Sapri foi bombardeada pelo exército dos Aliados. Pouco antes, ás 13h, a população católica encontrava-se na matriz para a missa da Virgem. O bispo, Mons. Nicodemus, estava justamente na homilia quando se escutou o assustador som da aproximação da esquadra aérea.

Produzindo um infernal som de explosões, uma chuva de bombas foi lançada sobre a cidade causando ao menos 83 mortes. Parte de Sapri ficou em ruínas, especialmente a estação ferroviária.

Bispo, padre e fiéis, sentiram-se todos perdidos naquele momento. Bastava uma única bomba cair sobre a igreja e milhares seriam as vítimas. No entanto, o pároco Giovanni De Crescenzo, tomando a palavra, implorou aos fiéis que se acalmassem e convidou-os a rezar para que à Virgem de Còrdice os protegessem. Algumas horas depois, tendo o bombardeio chegado ao fim, a igreja permanecia intacta com seus milhares de fiéis.

Alguns dias após, em 8 de setembro de 1943, festa da natividade Nossa Senhora, houve uma grande comemoração na Igreja de Torraca. Comemoração lotada tanto pelos torraqueses quanto pelos agradecidos cidadãos de Sapri.

Nossa Senhora de Còrdice, rogai por nós!

Ivan Rafael de Oliveira

Fontes de Pesquisa: https:// www.

vincenzogiovanni2015.wordpress.com/storia-del-santuario-dedicato-a-maria-santissima-dei-cordici/

infocilento.it/2017/08/14/15-agosto-sapri-ricorda-caduti-nei-bombardamenti-del-1943/

lacittadisalerno.it/cultura-e-spettacoli/ferragosto-di-bombe-su-sapri-il-tragico-errore-degli-alleati-1.2480661

Detalhes do artigo

Autor

Ivan Rafael de Oliveira

Ivan Rafael de Oliveira

65 artigos

Categorias

Tags

Comentários

Seja o primeiro a comentar!

Comentários

Seja o primeiro a comentar!

Tenha certeza de nunca perder um conteúdo importante!

Artigos relacionados