Portal do IPCO
Plinio Corrêa de Oliveira
IPCO em Ação

Leve Esperança ao Sul: Ajude a Distribuir 50.000 Medalhas Milagrosas

70% rejeitam doutrinação de gênero nas escolas americanas

A Verdade une. Quem divide é o erro. Satanás é o pai da mentira. E e a esquerda continua, por toda parte, a insistir em sua nefasta propaganda pró ideologia de gênero nas escolas.


A verdade une, o mal semeia discórdias

70% são contra

Informa LifeSiteNews: “Em setembro passado, uma pesquisa do New York Times/Sienna College descobriu que 70% dos entrevistados “se opõem a permitir que professores de escolas públicas forneçam instruções em sala de aula sobre orientação sexual e identidade de gênero para crianças no ensino fundamental”, incluindo 53% dos democratas.”

Até entre os democratas a maioria rejeita essa aberração de doutrinar sexualmente as crianças nas escolas.

Os semeadores de ódio nas escolas

A nova invenção perversa são os crachás lgbt para professores. Por que insistir em divisão nos colégios? Por que fazer propaganda do BLM — tido por movimento que espalha terror, incêndios e saques — para crianças e adolescentes?

"O Daily Caller relata que a Fenton Education Association (FEA) projetou crachás para os professores usarem com a mensagem “Igualdade: mais fortes juntos”, com as letras incorporando vários esquemas de cores de “orgulho” de identidade sexual e de gênero, bem como o aperto-primeiro símbolo do movimento BLM, que afirma que o “racismo sistêmico” permeia a cultura e as instituições americanas."

Quem espalha divisão, enfrentamentos é a esquerda que não cessa de doutrinar crianças e adolescentes.

Sadia reação conservadora

Em azul os Estados que já baniram a Luta de Raças (RTC). Em laranja os Estados que estudam a proibição dessa variante marxista nas escolas.

CRT é luta de raças, faz parte da agenda marxista. Semear divisão e ódio é obra das esquerdas

Entretanto mais de uma dúzia de estados americanos (ver mapa) votaram leis ou ações executivas restringindo a CRT (Teoria Racial Crítica) em escolas públicas e 35 outros estão propuseram legislação sobre o assunto.

Doutrinação racial e sexual na educação tem provocado uma sadia reação dos pais de família. Estados como a Flórida e Virgínia assumiram papéis de liderança na posição conservadora.

***

O Direito não socorre os que dormem. A grande maioria conservadora se articula em defesa de seus filhos, em defesa do pátrio poder.

Quanto gostaríamos que essa reação fosse liderada pelos Srs Bispos.

Fonte: https://www.lifesitenews.com/news/parents-force-michigan-teachers-union-to-drop-pro-lgbt-equality-badges/

Detalhes do artigo

Autor

Correa de Sá

Correa de Sá

254 artigos

Categorias

Tags

Comentários

Seja o primeiro a comentar!

Comentários

Seja o primeiro a comentar!

Tenha certeza de nunca perder um conteúdo importante!

Artigos relacionados