Portal do IPCO
Plinio Corrêa de Oliveira
IPCO em Ação

A caravana do IPCO começou

A destituição de D. Strickland e o renascimento católico conservador

Papa remove bispo D. Strickland por resistir a renunciar. Ação motivada por divergências doutrinárias.


A destituição de D. Strickland e o renascimento católico conservador

18 jovens sacerdotes americanos se ufanam de usar a batina

Índice

  1. Exclusão de Conservadores

O Papa Francisco destituiu pessoalmente o bispo americano D. Joseph Strickland, de Tyler, Texas, considerado um dos bispos mais fiéis, francos e afirmativos da boa doutrina, nos Estados Unidos.

Nenhuma revolta, nehum protesto vemos em D. Strickland: ‘Sinto-me muito em paz’. ‘Sei que não implementei Traditionis Custodes porque não posso deixar parte do meu rebanho morrer de fome’, disse-me o Bispo Strickland. O bispo foi destituído diretamente por Roma porque se negou a renunciar. 
Life site news

Exclusão de Conservadores

“Inclusão”, “escuta”, “diálogo”, “aproximação” são slogans que compõem a “narrativa” progressista em nossos dias. Apontando sempre em direção à agenda da IV Revolução. Abertura à esquerda já era slogan adotado há meio século tanto na esfera politica como na religiosa.

A recente destituição de D. Strickland faz parte dessa agenda de “abertura”, de “compreensão”, de “escuta”, de “diálogo” … voltada somente para as pautas progressistas.

Reação conservadora católica

Comenta LifeSiteNews: “Dom Joseph Strickland, poucos dias depois de ter sido afastado da sua diocese pelo Papa Francisco, liderou centenas de fiéis católicos numa manifestação de rosário à porta do hotel onde a Conferência dos Bispos Católicos dos Estados Unidos (USCCB) realiza a sua reunião anual.

Ao meio-dia de quarta-feira, 15 de novembro, o Bispo Strickland conduziu uma recitação pública do rosário na praça à beira-mar do Marriott Waterfront Hotel Inner Harbor East, onde os bispos estão reunidos para as suas reuniões.

Os fiéis são convidados a aderir e a convidar o seu próprio bispo para se juntar aos Bispos Strickland.

Essa é a resposta católica conservadora ante a investida progressista.

A notícia informa que “Dom Joseph Coffey, Bispo Auxiliar dos Serviços Militares, conduziu o Rosário na praça na terça-feira, 14 de novembro.’

Uma trajetória pró Eucaristia e pró Vida

O Bispo D. Strickland tem conduzido regularmente o Rosário nas cercanias do local da conferência dos bispos americanos, em Baltimore, sobre questões como o protesto contra a concessão da Sagrada Comunhão a políticos pró-aborto, um assunto sobre o qual os bispos hesitaram durante décadas. Em 2021, foi o único bispo a juntar-se aos católicos que rezavam do lado de fora da assembleia episcopal. Na altura, afirmou:

Quando se trata da Eucaristia e da santidade da vida, devo falar. A coisa mais importante sobre a qual devo falar é a presença do Senhor e o combate à atrocidade do aborto.
D. Strickland

Tendo sido destituído pelo Papa Francisco, D. Strickland já não pode votar nas Assembleias da Conferência dos Bispos mas pode participar.

Os bispos eméritos são bem-vindos a assistir às Assembleias e a participar em debates e outras atividades, mas não são elegíveis para votar.”

Na contramão da tendência conservadora

Vejamos esses 18 jovens sacerdotes americanos, recém ordenados em Roma. Todos alegres, de batina, conservadores. As estatísticas mostram que os jovens seminaristas rejeitam o progressismo. Deo gratias!

* * *

Há uma ditadura de esquerda no contexto político em tantos países e há no terreno eclesiástico um processo sinodal seletivo que visa perseguir o conservadorismo. Sabendo bem que estão na contramão da História, como declara o Núncio Apostólico nos EUA:

(Katolisch/InfoCatólica) Para compreender melhor a evidente divergência entre os bispos americanos e o Papa, é necessário aprofundar um pouco mais, disse D. Christophe Pierre [núncio apostólico]. “A Igreja vive uma mudança de época que as pessoas hoje não compreendem.”

Esta pode ser uma das razões pelas quais a maioria dos jovens padres hoje ainda sonha em usar batina e celebrar a missa tradicional de antigamente, como era feito antes do Concílio Vaticano II”, disse o núncio. Eles se sentem “um tanto perdidos” na sociedade atual e buscam segurança: “Mas não é a Igreja ou os seus próprios hábitos que os protegem

Diante dessa afirmação do Cardeal Christophe Pierre, representante do Papa nos EUA, é o caso de perguntar onde estão a “escuta”, o “acolhimento”, a “aproximação” à maioria dos jovens padres hoje ainda sonha em usar batina e celebrar a missa tradicional de antigamente

Quem realmente está na contramão da História?

São Pedro, os Santos Apóstolos, Regina Apostolorum roguem pela Santa Igreja e pelo rebanho.

Detalhes do artigo

Autor

Marcos Machado

Marcos Machado

470 artigos

Pesquisador e compilador de escritos do Prof. Plinio. Percorreu mais de mil cidades brasileiras tomando contato direto com a população, nas Caravanas da TFP. Participou da recuperação da obra intelectual do fundador da TFP. Ex aluno da Escola de Minas de Ouro Preto.

Categorias

Tags

Comentários

Seja o primeiro a comentar!

Comentários

Seja o primeiro a comentar!

Tenha certeza de nunca perder um conteúdo importante!

Artigos relacionados